Entenda a medalha milagrosa e seu profundo significado espiritual

Entenda a Medalha Milagrosa e seu profundo significado espiritual

 

Nossa Senhora das Graças e as duas faces da sua Medalha milagrosa

A Medalha Milagrosa de Nossa Senhora é um sacramental com as devidas aprovações eclesiásticas, por esse motivo merece toda uma atenção, pois esse símbolo passou a ser utilizado por muitas pessoas que muitas vezes não tem nenhum conhecimento religioso, por isso merece um aprofundamento especial.

O que a Virgem Maria quer nos comunicar com a sua medalha? É só uma medalha devocional como as outras?

A frase dourada: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

Representação de Nossa Senhora das Graças dentro da sua Medalha milagrosa

Antes de mais nada, esta frase, revela o mistério da Imaculada Conceição que ainda em 1830 não estava reconhecido como dogma católico e a intercessão/mediação de Maria.

Ambos mistérios estão interligados e são inseparáveis. Pois para se alcançar um favor divino se deve estar isento de culpas.

A Virgem não insiste no tema em modo verbal, mas no sinal físico, com letras de ouro e que, a partir deste momento, do uso da medalha e da jaculatória se corrobora o futuro dogma, pois a voz misteriosa no momento da aparição diz:

“É preciso cunhar uma medalha com este modelo, e as pessoas que a trouxerem consigo e que fizerem esta curta prece com piedade receberão uma proteção especial da Mãe de Deus”.

Vejam que não é só o uso em si, mas, o uso e a oração que dá sentido à medalha, portanto as graças recebidas é fruto proveniente do grande mistério da Imaculada Conceição.

A forma da Medalha é ovalada.

Mas porque a medalha tem a forma oval? A forma ovalada está relacionada à vida, pois o ovo tem uma conotação simbólica da vida, assim como sugere o mistério da Imaculada Conceição.

Maria, toda agraciada pelos méritos de Cristo é para o mundo o sinal perfeito da misericórdia divina a favor dos homens.

Representação da Medalha milagrosa

Sinal de esperança de que não fomos deixados na lama do pecado, mas restaurados em Cristo Jesus.

Maria, portanto é a primeira redimida e sinal de que tudo será continuado em nós, a Igreja, pelo beneplácito de Deus.

O gesto de Maria

Maria de pé: Muitos de forma errada interpretam Nossa Senhora estar de pé e pisando a serpente com o texto bíblico de Gn 3, 15:

“Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”

Entretanto, o fato de Maria estar de pé e pisando a serpente, é um símbolo que indica o mistério da Imaculada conceição e sua isenção ao pecado original.

É a Nosso Senhor Jesus Cristo que a profecia do Gênesis se refere

O estar de pé significa ter autoridade e no sentido da Medalha se refere ao poder intercessor de Maria junto a Deus.

Também significa prontidão e a este gesto se liga às mãos estendidas como gesto de generosidade e acolhida. Maria é generosa e acolhedora para os pecadores que a buscam desejando buscar a santidade.

Mãos abertas e anéis

Nossa Senhora das Graças (conforme a terceira aparição) e a Medalha Milagrosa

a) Anéis: Catarina fala que nos dedos da Virgem tinham anéis e destes saiam raios. Pois bem, o anel no contexto bíblico indica autoridade (cf. Gn 41,42 e Ester 3,10).

Contudo, no Novo Testamento, a parábola do filho pródigo nos chama atenção para o anel que o pai põe no dedo do filho que se arrependeu: ele alcançou novamente a o favor do pai e é reabilitado ao poder da herança que perdera (cf. 15,22).

Na visão de Santa Catarina, ela recebe a explicação do significado dos anéis e que não era um só anel nos dedos da Virgem Maria e sim vários anéis.

Estes simbolizavam as graças pedidas e alcançadas e as não pedidas e, por conseguinte, não alcançadas.

b) Mãos Abertas: sinal de generosidade e acolhimento: Acolhimento quanto aos nossos pedidos, a nossa conversão, a nossa santificação; generosidade quando a Virgem Santíssima alcançando de Deus a graça desejada esta é disposta.

Os raios

Muitos pensam que das mãos de Maria saem raios, como que de Maria as graças proviessem. O que Santa Catarina ouviu porém foi o seguinte: “Esses raios são o símbolo das graças que Maria obtém para os homens.” (27/11/1830) e “Esses raios são o símbolo das graças que a Santa Virgem obtém para aqueles que as pedem” (30/12/1830).

Notemos que a voz explica o que seria os raios que saem das mãos da Virgem: símbolos. Símbolos do que Maria santíssima nos obtém de Deus.

Na aparição de 18/07/1830, a Virgem revela de onde as graças provêm:

“Mas venha ao pé do altar. Aqui, as graças serão concedidas a todas as pessoas que as pedirem com confiança e fervor: grandes e pequenos. As graças serão concedidas particularmente às pessoas que as pedirem”.

Vejamos que a Nossa Senhora não diz, venha a Mim? e sim à Eucaristia. Eis o sentido grandioso da mensagem da Rue du Bac.

O vestuário

Embora na medalha não indica as cores do vestuário, nas anotações de Catarina e do seu confessor, o Pe. Aladel sobressaem alguns elementos de significado importante.

Se fala que a Virgem Maria estava vestida de branco, com um véu branco aurora… Nas anotações do sacerdote ele fala de um manto azul, um véu de rendas (branco) na cabeça da Virgem e que dá para ver seus cabelos repartidos ao meio.

Santa Catarina Labouré tendo a visão da Medalha milagrosa

Tal representação de Nossa Senhora das Graças ficou como tradição nas iconografias posteriores.

O véu branco, pode indicar a consagrada Virgem pela sua virgindade perpétua; o manto azul, que ela está revestida do Altíssimo e seu vestido branco, mais uma vez indica sua pessoa imaculada, sem mancha.

A Cruz e o M de Maria

A Cruz e o M (aria) têm fortes indícios do mistério da Encarnação, da relação materno divino de Maria.

Toda está realidade associa Maria ao mistério da redenção que por sua vez, foi efetivado no mistério da Imaculada Conceição.

A simbologia do entrelaçar é o sinal de que Maria depende totalmente da obra salvadora do Filho em beneficio da Igreja.

Os Corações de Jesus e Maria

Os Corações de Jesus e Maria são evidenciados por quê? No contexto da medalha um coração reflete o outro. Vejamos que o Coração de Jesus vem em primeiro lugar, mas cercado de espinhos.

Tal imagem faz lembrar as queixas que Jesus fez a Margarida Maria pelas ingratidões da humanidade. Mas o Coração de Maria está transpassado pela espada, sinal de associação incondicional na imitação do Filho e sua Sócia no sofrimento salvífico.

As dores de Maria são as dores do Filho e tais dores, associadas as do Filho, são colaboração também na salvação do mundo.

Representação de uma das primeiras versões da Medalha milagrosa

As chamas envolvem ambos corações. Isso significa que a chama de amor de Jesus e Maria pelos homens é incondicional.

As 12 estrelas

As Estrelas parecem circundar as três imagens que se mostram. É como que o coroamento ou o triunfo destas realidades simbólicas:

a Cruz da nossa redenção, Nossa Senhora vencedoras em Cristo e o Amor de Jesus e Maria que vencerão as barreiras das indefensas humanas.

As 12 estrelas na Medalha nos impele a ver um futuro triunfante do projeto de Deus, a vitória da obra de Cristo com a participação de Maria Santíssima, a Serva do Senhor.

Fonte: A12 – A mensagem da Medalha Milagrosa (adaptado)

****

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Cadastre-se:

Mais postagens

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima.

Basta ligar para:

0800 608 2128