O PNDH-3 entra pelo alçapão sem debate

O grande edifício pegou fogo. Uma mega-chama expelindo enorme massa de fumaça negra podia ser vista em toda a cidade. O incêndio arriscava propagar-se

"...colocando o PNDH-3 em prática sem que ele tenha sido aprovado, em claro desafio ao cristianismo, que deve ser o orgulho de nossa Pátria."
“…colocando o PNDH-3 em prática sem que ele tenha sido aprovado, em claro desafio ao cristianismo, que deve ser o orgulho de nossa Pátria.”

rapidamente. Mas o tráfego de carros e de transeuntes continuou a fluir como se nada tivesse acontecido. Nada de sirenes nem de repórteres nem de televisão.

A cena descrita e a reação – ou melhor, falta de reação – do público não lhe parecem estranhas, leitor amigo? Contudo, de certa forma, isto aconteceu. Ou melhor, ainda está acontecendo. Não no campo das ocorrências metropolitanas, mas no terreno sensível da moral e dos costumes. Veja esta notícia:

“Um acontecimento inédito no Pará: nove casais homossexuais assinaram um contrato de união estável homoafetivo. A cerimônia aconteceu na noite de ontem, em uma boate GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgênicos) de Belém” (“O Diário do Pará”, 29/06/2010).

O jornal – parece que o único a ocupar-se do assunto – esclarece que o contrato assinado pelos homossexuais lhes assegura uma série de direitos, como adoção, sucessão de bens e questões previdenciárias.

Não nos consta que, com exceção da mídia do Pará, o caso tenha repercutido na imprensa ou na TV.

“A união foi oficializada pela Defensora Pública do Estado e contou com a presença da vice-prefeita de Ananindeua, Sandra Batista, que foi madrinha dos casais. A juíza Rossana Parente presidiu a cerimônia e disse que o acontecimento significa um grande passo”.

“Um grande passo”, sim, mas para o abismo! Pois de cá, de lá e de acolá, o fato – que repete outras ocorrências menos sensacionais – vai se verificar novamente. E o casamento homossexual, tal como previsto no PNDH-3, estará menos distante de nossa Pátria.
Sem estardalhaço nem debate, uma página deste plano vai sendo implementada. Nas trevas e no semi-silêncio.

Mas se eles precisam das trevas e do silêncio, saibamos fazer algo que atrapalhe seus planos. Se eles entram pelo alçapão, façamos que saiam pelo portão principal. Desvendemos o malicioso jogo; ponhamos a boca no trombone; denunciemos esta maneira de ir impulsionando a depravação e colocando o PNDH-3 em prática sem que ele tenha sido aprovado, em claro desafio ao cristianismo, que deve ser o orgulho de nossa Pátria.

Fonte: IPCO

  1. mariana
    28, outubro, 2012 em 13:25 | #1

    @Andrea

    o que acontece é que acolhemos, mas o pecado não deixa de ser pecado, é perdoado e a pessoa volta à sua dignidade inicial.
    Jesus mesmo diz á mulher adúltera que ia ser apedrejada: “eu não te condeno. vá e não peque mais”. NÃO PEQUE MAIS
    recomendo que você leia o cateciamo católico (na rede deve ter) a respeito: o acolhimento gentil, com amizade sincera, da pessoa com tendência homossexual. Sem deixar de considerar pecado a prática do homossexualismo.

  2. mariana
    28, outubro, 2012 em 13:20 | #2

    é uma questão complicada, porque nem todos são cristãos neste país por isso nem sempre vão fazer o que manda o evangelho.
    No entanto, existe uma ética universal: por exemplo, assassinato, roubo, sequestro, estupro, fazer sexo em locais públicos, tudo isso é condenado pela constituição brasileira e também pelo Evangelho.
    outras questões, como o divórcio e agora o casamento homossexual continuam condenáveis do ponto de vista cristão mas são mutáveis no governo secular. No Estado laico, usa-se a regra de que, se supostamente algo não prejudica outrem, pode ser feito. Mas será que não prejudica?

  3. Andrea
    20, outubro, 2010 em 23:11 | #3

    Ainda bem que este site é cristão e segue os preceitos de Jesus Cristo, senão vocês com certeza apedrejariam “os pecadores”. Barbaridade é ser preconceituoso em nome de Deus, aliás acredito que vocês nem imaginam o que é Deus, apenas o usam para apontar o dedo na cara dos outros. Maria Madalena era prostituta e o que Cristo fez? Apredrejou-a? ou a acolheu? Mantenham sua fé, sua crença, sua religiosidade e aumentem seus pontos no céu, mas deixe os outros viverem. Sabe porque existem crianças disponíveis para os homossexuais adotarem, porque os heteros abandonam. Pensem melhor se isso é ser cristão e sejam cristão. Que a PAZ de Cristo estejam convosco e que encham os vossos corações de amor, tolerância, paciência. Amém!!!

  4. eraldo bertolani
    3, agosto, 2010 em 22:15 | #4

    se nos organizarmos e nos revoltarmos contra essas barb

  5. eraldo bertolani
    3, agosto, 2010 em 22:14 | #5

    se nos organzarmos e nos revoltarmos contra essas barb

  6. Lori Milani
    30, julho, 2010 em 22:34 | #6

    Boa Noite,
    Que pouca vergonha! O que o ser humano n

  7. Nairzinha
    30, julho, 2010 em 18:30 | #7

    e viva a baderna!!!!!!!!
    Que Deus tenha miseric

  8. Pedro Donizetti Bacelar Busto
    30, julho, 2010 em 18:18 | #8

    Mais uma vez , o incardido esta agindo na escurid

  1. Nenhum trackback ainda.

Receba diariamente:
Mensagens de Fé e de áudio, Novenas, Orações e muito mais no seu e-mail.

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Conversão: Esta história vai arrepiar sua alma. Veja aqui Leia Mais +
  • Milagres de Fátima: Nossa Senhora ouve os apelos aflitos de uma mãe Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima. Basta ligar para: 0800 608 2128

Rua: David Pimentel, 745, Fazenda Morumbi
CEP 05657-010 - São Paulo/SP

Política de Privacidade