“Não ameis o mundo nem as coisas do mundo” (1 João, II, 15). Reflexão sobre a Igreja e o Mundo.

Escrevi este artigo quando ainda seminarista, ou mais precisamente, há 45 anos.
igreja-de-santo-ananias
Igreja de Santo Ananias, uma das mais antigas do mundo.

.
Escrevi este artigo quando ainda seminarista, ou mais precisamente, há 45 anos.

 

Mostrei-o à S. Ex.cia Rev.ma D. Antônio de Castro Mayer, de santa memória, que, então,  bondosamente o leu e deu a sua aprovação.

Hoje, vemos como os modernistas, mais do que nunca, dominando na Igreja;


Fazem uma mistura das coisas sagradas com as mundanas;

 

Como foi o fato sacrílego acontecido no carnaval deste ano em São Paulo;

Quando o Cardeal Odilo Pedro Scherer permitiu que o bloco carnavalesco União de Vila Maria;

Sob pretexto de homenagear os 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida, misturasse samba com cânticos religiosos;

E colocasse a imagem de Nossa Senhora Aparecida, inclusive com o manto e coroa bentos por um padre do Santuário de Aparecida;

Colocasse, digo, num ambiente o mais mundano e pecaminoso possível, que é o carnaval, máxime o do Brasil.

Assim sendo, achei por bem publicar este artigo.

Oxalá as almas possam ver onde está a verdadeira doutrina de Nosso Senhor, e, outrossim, vejam como os modernistas são realmente os maiores inimigos da Igreja.


Feita que foi esta introdução, vamos iniciar as nossas reflexões sobre este texto das Sagradas Escrituras, acima enunciado.


Demos, em primeiro lugar, a noção correta de MUNDO, sentido este expresso no texto em apreço e nos muitos outros que aqui citaremos.

Tomamos aqui o termo MUNDO  não enquanto significa as obras da criação ou o conjunto das pessoas que vivem na terra (bons e maus);

Mas enquanto significa o complexo daqueles que são escravos da tríplice concupiscência e cujas máximas são contrárias às de Jesus Cristo.

Mundo neste último sentido é explicado pelo Apóstolo São João na sua Primeira Epístola:


“Não ameis o mundo nem as coisas do mundo.

Se alguém ama o mundo não há nele o amor do Pai, porque tudo o que há no mundo é concupiscência da carne;

Concupiscência dos olhos e soberba da vida, e isto não vem do Pai, mas do mundo.

Ora o mundo passa, e a sua concupiscência com ele, mas o que faz a vontade de Deus permanece eternamente” (1 João, II, 15-17).


Baseados sempre nas Sagradas Escrituras e na Tradição, vamos explicar esta definição do mundo dada por S. João Evangelista.

.
bt_oferta_ADF-3 (1)
.
1. CONCUPISCÊNCIA DA CARNE:


Sobre ela eis o que diz São Paulo:

“Caminhemos como de dia, honestamente;

Não caindo em glutonarias e na embriaguês, não em desonestidades e dissoluções;

Não em contendas e emulações, mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não vos ocupeis da carne em suas concupiscências” (Rom. XIII, 13 e 14).


“Caminhemos como de dia, honestamente”.


As obras dos filhos das trevas são feitas comumente à noite.

São todas as desonestidades provenientes da concupiscência da carne.

É o amor desordenado dos prazeres dos sentidos.

Em primeiro lugar o amor sensual ou luxúria, espalhado por todo o corpo:

Ver, ouvir, falar, fazer tudo aquilo que acende e alimenta as chamas do amor impuro.

Também os excessos no comer e beber e a moleza da vida.

Em outras passagens, o Apóstolo mostra como devem agir os “filhos da luz”:


“Aqueles que são de Jesus Cristo, crucificaram sua carne com seus vícios e concupiscências” (Gálatas, V, 24).


Caríssimos, vede que S. Paulo não diz:

“Crucificaram seus vícios e concupiscências”, mas “sua carne com seus vícios e concupiscências”.


O bom médico vai à raiz do 
mal. A carne, depois do pecado original, é a raiz dos males.


Ouçamos ainda S. Pedro, o primeiro Papa:

“O Senhor sabe livrar os justos da tentação e reservar os maus para o dia do juízo a fim de serem atormentados, principalmente aqueles que vão atrás da carne na imunda concupiscência” (1 Pedro, II, 9 e 10).

.
bt_oferta_ADF-2 (1)
.
2. CONCUPISCÊNCIA DOS OLHOS:


Compreende duas coisas:

a) A curiosidade doentia ou seja o desejo imoderado de ver, ouvir e conhecer o que se passa no mundo, alimentando e excitando assim a sensualidade.

Neste sentido eis o que diz o Espírito Santo nas Sagradas Escrituras:

“Ooliba [figura da corrupção de Jerusalém] foi aumentando sempre a fornicação porque tendo visto alguns homens pintados na parede;

Umas imagens dos caldeus delineadas com cores… pela concupiscência dos seus olhos concebeu por eles uma paixão louca”  (Ezequiel, XXIII, 14 e 16).


“Os olhos não se fartam de ver…” (Eclesiastes I, 8).


“Eu(Jesus), porém, digo-vos que todo o que olhar para uma mulher, cobiçando-a já cometeu adultério com ela no seu coração” ( S. Mateus V, 28).


Como a concupiscência vem do mundo, este promove tudo aquilo que provoca e fomenta a concupiscência dos olhos;


E através desta, a concupiscência da carne, como por exemplo:

Revistas pornográficas, filmes, novelas e espetáculos imorais, bailes, imodéstia no vestir, sobretudo em certos ambientes;

Como praias, piscinas, e festas mundanas, sobressaindo entre elas o Carnaval (máxime aqui no Brasil);

Namoros indecentes mesmo em público, (assim eu escrevia há 45 anos, e hoje? nem preciso dizer o que são!).


Entra ainda o papel da televisão, do cinema, da maioria dos jornais e hoje máxime da Internet usada para o mal, como veículos de propagação destas imoralidades.


b) A concupiscência dos olhos pode ser interpretada também como o amor desordenado do dinheiro, ou avareza.

Com efeito, o dinheiro, ou apegando o homem a terra e afastando seu pensamento de Deus ou provocando o luxo e o comodismo;


Oferece maior facilidade para tudo aquilo que fomenta a concupiscência dos olhos e promove a concupiscência da carne.


Aliás é por aí que o demônio começa como ensina S. Paulo:

“Os que querem enriquecer caem na tentação e no laço do demônio e em muitos desejos inúteis e perniciosos que submergem os homens na morte e na perdição.

Com efeito a raiz de todos os males é o amor do dinheiro” (1 Timóteo, VI, 9 e 10).

Jesus disse:

“Não procureis (com cuidados excessivos) o que haveis de comer e beber e não andeis com espírito preocupado.

Porque são os homens do mundo que buscam todas estas coisas” (S. Lucas, XII, 29).

E explicando a parábola do semeador diz ainda:

“A semente que caiu entre espinhos, representa aqueles que ouviram a palavra;

Porém, vão e ficam sufocados pelos cuidados do mundo, pelas riquezas e prazeres desta vida e não dão fruto” (S. Lucas, VIII, 14).


Eis como a Sagrada Escritura fala da concupiscência dos olhos tomada no sentido de AVAREZA:


“O olho do avaro não se sacia com uma porção injusta;

Não se fartará, enquanto não tiver consumido e secado a sua vida.

O olho mau tende para o mal, e não se saciará de pão, mas estará faminto e melancólico à mesa” (Eclesiástico, XIV, 9 e 10).

.
bt_oferta_ADF-3 (1)
.
3. A SOBERBA DA VIDA:


É o orgulho.

É primeiramente a vaidade mais vulgar que gosta da ostentação e do luxo.


O dinheiro ajuda a soberba.


Esquecido de Deus e entregue a si mesmo, o homem considera-se o seu próprio deus.

Daí vêm: avareza, espírito de independência, egoísmo, vã complacência, vanglória, jactância, ostentação, hipocrisia etc..


O homem orgulhoso confia em si mesmo;


Por isso se expõe aos perigos, aos ambientes mundanos, não aceita uma norma de vida, um moral fora e acima dele.

Ele mesmo é o árbitro de suas ações, ele é que determina a sua moral, o seu modo de agir.


Em uma palavra: ele faz a sua religião.


Compreende-se assim facilmente com o orgulhoso, que, na verdade, é rejeitado por Deus, tem o caminho aberto para toda concupiscência;

Entregando-se aos pecados e baixezas da carne, o que aliás constitui um castigo de seu próprio orgulho.

Vejamos apenas alguns textos da Sagrada Escritura sobre a soberba da vida:


“Mas vós, pelo contrário, elevai-vos na vossa soberba” (S. Tiago, IV, 16).

“O princípio da soberba do homem é afastar-se de Deus” (Eclesiástico, X, 14).

“Não há coisa mais detestável do que o avarento. Por que se ensoberbece a terra e a cinza?”

“Tua arrogância enganou-te, assim como a soberba do teu coração” (Jeremias, CLIX, 16).


O mundo, que tem como príncipe o demônio (Cf. S. João, XII,31; XIV, 30; XVI, 11).

E por estandarte a tríplice concupiscência, como age?


Caríssimos, depois da queda original a natureza humana é inclinada para a concupiscência;


Que atrai e alicia, e esta é alimentada pelo mundo que por sua vez é governado pelo demônio.


Estes são os três inimigos das nossas almas: o mundo, a carne, e o demônio.


Eis a explicação dada pelo próprio Espírito Santo através de S. Tiago:

“Cada um é tentado pela sua própria concupiscência que atrai e alicia. Depois a concupiscência quando concebeu dá à luz o pecado” (S. Tiago,I, 14).

S. João diz por sua vez:

“Aquele que comete o pecado é filho do demônio, porque o demônio peca desde o princípio” (1 S. João, III, 8).

E no capítulo V, 19 diz:“Sabemos que somos de Deus, mas o mundo está sob o maligno”.

Nosso Senhor Jesus Cristo na parábola do joio explicou que é o demônio o inimigo que suscita os maus sobre a terra (Cf. S. Mateus, XIII, 39).


O mundo então através da tríplice concupiscência e excitado pelo demônio persegue os bons de duas maneiras:


1 – Seduzindo-os através de suas vaidades e prazeres;

Promove, como vimos acima, tudo aquilo que favorece os olhares lascivos e enlaces sensuais;

Mas apresenta tudo isso como coisas necessárias para fomentar o amor; como úteis para a saúde, recreações, higiene, etc..


E assim, procura enganar as consciências.


Depois o mundo elogia os que sabem gozar a vida.

Prega o amor desordenado do prazer: “Coroemo-nos de rosas antes que elas murchem” (Sab. II, 8).


É um dever sagrado, dizem os mundanos, aproveitar a mocidade, gozar a vida.


O mundo seduz ainda pelos seus maus exemplos.

Com mostra a trilhar o caminho largo, apresenta como argumento supremo a maioria.


Todos os mandamentos se resumem neste: todo mundo faz assim; é a moda, etc..


2 – Quando não pode seduzir os bons, o mundo trata de os aterrar movendo-lhes perseguições:

Assim, desviam-se da prática da religião os tímidos, metendo a riso os devotos;

Os que fazem penitência, os “ingênuos” que acreditam em dogmas imutáveis;

Motejam das mães que têm muitos filhos, e que vestem modestamente suas filhas;


Zombam daqueles que fogem dos ambientes perigosos: como bailes, praias, piscinas, carnaval, etc…


Já disse a Sagrada Escritura: “Aqueles que querem viver piedosamente sofrerão perseguição” (2 Timóteo, III, 11).

Diante da opressão que o mundo lhes faz, consolem-se com o diz a Sagrada Escritura:

Em realidade se Deus não perdoou ao mundo antigo;

Mas somente salvou com outros sete a Noé, pregador da justiça, quando fez vir o dilúvio sobre o mundo dos ímpios;

E se condenou a uma total ruína as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as as cinzas para servir de exemplo aqueles que venham a viver impiamente;

Se, enfim, livrou o justo Lot oprimido pelas injúrias e pelo viver luxurioso destes infames (esse justo que habitava entre eles sentia diariamente a sua alma atormentada, vendo e ouvindo as suas obras iníquas);


É porque o Senhor sabe livrar os justos da tentação e reservar os maus para o dia do juízo, a fim de serem atormentados;


Principalmente aqueles que vão atrás da carne na imunda concupiscência e desprezam a soberania (de Cristo)”.

 

.
Fonte: fratresinunum.com

.
.
*  *  *

.
bt_oferta_ADF-1 (1)

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima.

Basta ligar para:

0800 608 2128

DÚVIDAS

Clique nas perguntas para ver as respostas

Quando você quiser. Trata-se doação espontânea e não de um título comercial que poderá ser protestado. Para cancelar basta ligar para (11) 4368 2253 ou até nos contatar por outros canais. Mas lembre-se que a sua doação é a forma de participar de um apostolado e até receber graças.

O Grupo Exército da Medalha Milagrosa é formado por pessoas que acreditam na intercessão de Nossa Senhora das Graças através da Medalha Milagrosa e querem espalhar essa devoção pelo Brasil, atendendo ao pedido que Ela fez: “Faça cunhar uma Medalha por este modelo…”. Nossa Senhora pode contar com você?

Quando fazemos algo que nos custa algum sacrifício, isso tem mais méritos aos olhos de Nossa Senhora, Mãe de Misericórdia. Quanto mais você fizer pela Virgem Maria, mais graças estará atraindo para a sua vida. Economizando uma moedinha por dia, 1,00 Real, ao final do mês você terá condições de participar do Grupo Apóstolos de Fátima. Faça um voto de fé e experimente.

Bem, além do cartão de crédito você pode nos ajudar de outras formas. Mas você também pode ver se algum familiar pode lhe emprestar seu cartão de crédito para debitar essa doação. Ele também será incluído nas Missas. Muitas vezes você pode utilizar um cartão de uma loja de departamento, até supermercado. Como um cartão da Riachuelo, C&A, etc., desde que tenham a bandeira VISA ou Mastercard.

Não precisa se preocupar. Nós contratamos um sistema de SITE SEGURO, exatamente como os bancos. Na hora de preencher seus dados no site, veja que terá um cadeadinho no canto superior esquerdo da tela. Ele á a garantia de um site 100% seguro. Pode confiar e ir em frente.

PARABÉNS. São poucas as pessoas que realmente agem para fazer o bem, sem egoísmo. Mas, pessoas como você, geralmente são mais solicitadas dos que os que nada fazem. E Deus, que a tudo vê, saberá recompensá-las. Faça esse gesto por Nossa Senhora de Fátima. Faça como uma promessa ou voto de fé. Ela certamente escutará as suas preces e lhe atenderá.

Claro. Mas lembre-se da Virgem Maria quando o Arcanjo Gabriel lhe perguntou se Ela queria ser a mãe do Messias. Mesmo pobre e mocinha ELA DISSE SIM, sem deixar para depois, afinal, era um pedido do Espírito Santo. Será que a Virgem Maria não está esperando o seu SIM bem agora? Por que deixar para depois?

Pense que a sua ajuda nos permitirá levar este símbolo de Proteção e Bênçãos Marianas a muitas famílias que necessitam. E lembre-se que você contará com missas semanais, terá seu nome levado até o Santuário de Nossa Senhora das Graças e outros presentes. Tudo para lhe agradecer por essa valiosa ajuda. Além disso, você certamente contará com as graças de Maria em sua vida.

Muitos pensam que Missa só se manda celebrar para os falecidos. Ao contrário, ter missas em nossas intenções, enquanto estamos nessa terra, é muito importante. Por isso decidimos por esta forma de lhe agradecer pela sua generosa doação, com este presente de valor infinito. Cada Missa é a renovação do sacrifício de Nosso Senhor.

Sem problemas. Nossa Senhora das Graças quer a ajuda daqueles que o fazem com generosidade e sinceridade. Uma doação obrigada nunca será bem vinda para um apostolado mariano com a missão de difundir a devoção a Nossa Senhora das Graças e a Medalha Milagrosa. Uma doação generosa e dada de boa vontade atrairá bênçãos para você, para sua família e para toda essa obra apostólica.