EUA: ESTUPRO E VIOLÊNCIA SEXUAL É EPIDEMIA CONTRA HOMENS E MULHERES

As causas das desgraças relatadas no estudo americano sobre violência sexual está na liberação sexual.

A exposição sensual de crianças, o sexo livre, a pornografia, o homossexualismo, e outras situações decorrentes da liberação sexual levaram a essa epidemia de violência sexual nos EUA.

A vida humana perdeu seu valor. A defesa da ideia que a mulher pode matar uma criança que está no seu útero, sob o argumento que ela precisa ter uma vida sexual livre, torna o sexo a causa principal da vida das mulheres e de certa parte dos homens.

Mulheres e homens são atacados sexualmente, desde antes dos 10 anos de idade.

A estimativa é que 1,3 milhão de mulheres são atacadas sexualmente, por ano, nos EUA.

Mais da metade das mulheres foram atacadas sexualmente por parceiros íntimos. Outros 40% foram atacadas por pessoas conhecidas.

O estudo indica que os homens também são atacados. Entre 1% e 2% foram estuprados, muitos quando tinham idade inferior a 10 anos. Os homens foram estuprados por pessoas conhecidas.

Quase 1 entre 5 mulheres sofreram ataque sexual, diz levantamento americano

Um amplo levantamento do governo norte-americano sobre estupro e violência doméstica, divulgado na última quarta-feira (14), afirma que a violência sexual contra as mulheres permanece endêmica nos Estados Unidos e, em alguns casos, muito mais comum do que antes se imaginava.

A reportagem é de Roni Caryn Rabin, publicada pelo The New York Times e reproduzida pelo portal Uol, 15-12-2011.

Quase 1 entre 5 mulheres entrevistadas disse já ter sido estuprada ou ter experimentado uma tentativa de estupro a certa altura, e 1 entre 4 relatou ter sido agredida fisicamente por um parceiro íntimo. Uma entre 6 mulheres já foi perseguida, segundo o relatório.

“O fato de quase 1 entre 5 mulheres já ter sido estuprada é impressionante e, eu acho, surpreenderá muitas pessoas”, disse Linda C. Degutis, diretora do Centro Nacional para Prevenção e Controle de Ferimentos, dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), que realizou o levantamento. “Eu não acho que realmente sabíamos que isso era tão predominante na população.”

O estudo, chamado Levantamento Nacional da Violência Sexual e por Parceiro Íntimo, teve início em 2010 pelos CDC com o apoio do Instituto Nacional de Justiça e do Departamento de Defesa. O estudo, um levantamento contínuo por telefone de uma amostra nacional representativa de 16.507 adultos, define parceiro íntimo e violência sexual em termos gerais.

Os pesquisadores obtiveram informação sobre os tipos de agressão, não previamente estudados em levantamentos nacionais, incluindo violência sexual fora estupro, agressão psicológica, coerção e controle da saúde sexual e reprodutiva.

Eles também coletaram informação sobre a saúde física e mental dos sobreviventes de violência.

A vioência sexual afeta as mulheres desproporcionalmente, apontaram os pesquisadores. Um terço das mulheres disse ter sido vítima de estupro, agressão física, perseguição ou uma combinação das agressões.

Os pesquisadores definiram estupro como sendo penetração forçada completa, penetração forçada facilitada por drogas ou álcool, ou tentativa de penetração forçada. Segundo essa definição, 1% das mulheres entrevistadas relatou ter sido estuprada no ano anterior, um número que sugere que, anualmente, 1,3 milhão de mulheres americanas podem ser vítimas de estupro ou tentativas de estupro.

Esse número é significativamente superior do que as estimativas anteriores. A Rede Nacional de Estupro, Abuso e Incesto estimou no ano passado que 272.350 americanos foram vítimas de violência sexual. E apenas 84.767 ataques definidos como estupros forçados foram relatados em 2010, segundo as estatísticas nacionais do FBI.

Mas os homens também relataram ser vítimas em números surpreendentes.

Um entre sete homens já experimentou violência severa pelas mãos de um parceiro ou parceira íntima, apontou a pesquisa, e 1 entre 71 homens –entre 1% e 2% – já foi estuprado, muitos quando tinham menos de 11 anos.

A grande maioria das mulheres que disseram ter sido vítimas de violência sexual, estupro ou perseguição relatou sintomas de transtorno de estresse pós-traumático, assim como cerca de um terço dos homens.

As mulheres que experimentaram essa violência também apresentavam maior probabilidade do que as mulheres que não de terem asma, diabete ou síndrome do intestino irritável. Tanto homens quanto mulheres que foram agredidos apresentavam maior probabilidade do que as pessoas que não foram de relatar dores de cabeça frequentes, dor crônica, dificuldade para dormir, limitações em atividades e má saúde física e mental.

“Nós já vimos essa associação com condições crônicas de saúde em estudos menores”, disse Lisa James, diretora de saúde do Futuros Sem Violência, um grupo nacional sem fins lucrativos com sede em San Francisco, que defende programas para colocar um fim à violência contra as mulheres e meninas. “As pessoas que crescem com violência adotam estratégias para lidar com ela que podem levar a uma saúde ruim. Nós sabemos que as mulheres em relacionamentos abusivos apresentam maior risco de fumar, por exemplo.”

O levantamento apontou que a própria juventude é um importante fator de risco para violência sexual e agressão. Aproximadamente 28% dos homens que foram vítimas de estupro relataram ter sido atacados quando tinham menos de 10 anos.

Apenas 12% das vítimas de estupro do sexo feminino foram atacadas quando tinham 10 anos ou menos, mas quase metade das vítimas do sexo feminino foi estuprada antes de completar 18 anos. Cerca de 80% das vítimas de estupro relataram ter sido estupradas antes dos 25 anos.

O estupro em uma idade jovem foi associado com outro estupro posterior; cerca de 35% das mulheres que foram estupradas quando eram menores também foram estupradas na idade adulta, apontou o levantamento.

Mais da metade das vítimas de estupro do sexo feminino foi estuprada por um parceiro íntimo, segundo o estudo, e 40% foram estupradas por uma pessoa conhecida; mais da metade dos homens que foram estuprados disse que o agressor era uma pessoa conhecida.

A divulgação do relatório foi adiada duas vezes, mais recentemente em 28 de novembro. Os resultados foram baseados em entrevistas completas que duraram cerca de 25 minutos cada; elas foram conduzidas em 2010 com 9.086 mulheres e 7.421 homens.

Reflexões sobre estas horríveis estatísticas:
1) Esses fatos são sintomas de onde leva o livre curso dado às paixões humanas desregradas. Pior ainda é quando personalidades do governo (como no Brasil) procuram aprovar leis que favorecem práticas antinaturais e criminalizam aqueles que são contrários a essas aberrações.
2) Esses pecados (que bradam aos Céus e clamam a Deus por vingança: liberdade sexual pública e escandalosa, homossexualismo, aborto, etc.) têm uma dinâmica própria pela qual eles vão desembocar (se não forem coarctados) em quatro tipos extremos de horrores:
a) sacrifícios humanos rituais; b) violência contra a inocência (esses dois principalmente praticados com crianças, onde a inocência é mais manifesta); c) sacrilégios (comunhões indignas, desrespeito a lugares sagrados, quebras de imagens, etc.); d) profanações (praticadas contra hóstias consagradas, imagens de Nossa Senhora, etc.).
3) Nessas circunstâncias é oportuna a “oração abrasada” de São Luis de Montfort, como, por exemplo, esse trecho: “Memento, lembrai-vos, ó grande Deus, que podeis fazer das pedras brutas outros tantos filhos de Abraão, dizei uma só palavra como Deus e virão logo bons missionários para a vossa Igreja” e que “seja seu império estabelecido sobre os escombros do império de seus inimigos”.

UOL Notícias – Extraído do blog de Dom Bergonzini

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

2 Comentários

  • Precisamos repensar os modelos americanos de vida que nos são emprestados pela mídia brasileira. São novelas, filmes, seriados, programas com o modo americano de pensar. Copiar um modelo fracassado é perigoso para nossa liberdade. Felizmente, ainda somos um país de maioria cristã católica, mas é preciso vigilância em nossas atitudes senão a nossa sociedade brasileira pode ser vítima dessa baboseira emprestada dos Estados Unidos. Coloquemos Deus em nossas vidas e sigamos o exemplo de Cristo e de Maria Santíssima.

    Resposta
  • O mundo é assim,estas mulheres são umas desimuladas,sem personalidades.ficam gravidas e depois abortam meu Jesus tenha misericordia delas,pois sabem como se previnir ,é que muitas nen se inporta e ai vai o aborto. eu sou contra não gosto nen de saber de colegas que fazem isso. pois a gente dar conselhos e entra e sai do ouvido sem nen se preocupar com o depois.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima.

Basta ligar para:

0800 608 2128

DÚVIDAS

Clique nas perguntas para ver as respostas

Quando você quiser. Trata-se doação espontânea e não de um título comercial que poderá ser protestado. Para cancelar basta ligar para (11) 4368 2253 ou até nos contatar por outros canais. Mas lembre-se que a sua doação é a forma de participar de um apostolado e até receber graças.

O Grupo Exército da Medalha Milagrosa é formado por pessoas que acreditam na intercessão de Nossa Senhora das Graças através da Medalha Milagrosa e querem espalhar essa devoção pelo Brasil, atendendo ao pedido que Ela fez: “Faça cunhar uma Medalha por este modelo…”. Nossa Senhora pode contar com você?

Quando fazemos algo que nos custa algum sacrifício, isso tem mais méritos aos olhos de Nossa Senhora, Mãe de Misericórdia. Quanto mais você fizer pela Virgem Maria, mais graças estará atraindo para a sua vida. Economizando uma moedinha por dia, 1,00 Real, ao final do mês você terá condições de participar do Grupo Apóstolos de Fátima. Faça um voto de fé e experimente.

Bem, além do cartão de crédito você pode nos ajudar de outras formas. Mas você também pode ver se algum familiar pode lhe emprestar seu cartão de crédito para debitar essa doação. Ele também será incluído nas Missas. Muitas vezes você pode utilizar um cartão de uma loja de departamento, até supermercado. Como um cartão da Riachuelo, C&A, etc., desde que tenham a bandeira VISA ou Mastercard.

Não precisa se preocupar. Nós contratamos um sistema de SITE SEGURO, exatamente como os bancos. Na hora de preencher seus dados no site, veja que terá um cadeadinho no canto superior esquerdo da tela. Ele á a garantia de um site 100% seguro. Pode confiar e ir em frente.

PARABÉNS. São poucas as pessoas que realmente agem para fazer o bem, sem egoísmo. Mas, pessoas como você, geralmente são mais solicitadas dos que os que nada fazem. E Deus, que a tudo vê, saberá recompensá-las. Faça esse gesto por Nossa Senhora de Fátima. Faça como uma promessa ou voto de fé. Ela certamente escutará as suas preces e lhe atenderá.

Claro. Mas lembre-se da Virgem Maria quando o Arcanjo Gabriel lhe perguntou se Ela queria ser a mãe do Messias. Mesmo pobre e mocinha ELA DISSE SIM, sem deixar para depois, afinal, era um pedido do Espírito Santo. Será que a Virgem Maria não está esperando o seu SIM bem agora? Por que deixar para depois?

Pense que a sua ajuda nos permitirá levar este símbolo de Proteção e Bênçãos Marianas a muitas famílias que necessitam. E lembre-se que você contará com missas semanais, terá seu nome levado até o Santuário de Nossa Senhora das Graças e outros presentes. Tudo para lhe agradecer por essa valiosa ajuda. Além disso, você certamente contará com as graças de Maria em sua vida.

Muitos pensam que Missa só se manda celebrar para os falecidos. Ao contrário, ter missas em nossas intenções, enquanto estamos nessa terra, é muito importante. Por isso decidimos por esta forma de lhe agradecer pela sua generosa doação, com este presente de valor infinito. Cada Missa é a renovação do sacrifício de Nosso Senhor.

Sem problemas. Nossa Senhora das Graças quer a ajuda daqueles que o fazem com generosidade e sinceridade. Uma doação obrigada nunca será bem vinda para um apostolado mariano com a missão de difundir a devoção a Nossa Senhora das Graças e a Medalha Milagrosa. Uma doação generosa e dada de boa vontade atrairá bênçãos para você, para sua família e para toda essa obra apostólica.