Conheça as Aparições de Nossa Senhora das Graças a Santa Catarina Labouré

Conheça as Aparições de Nossa Senhora das Graças a Santa Catarina Labouré

 

Nossa Senhora conversa com Santa Catarina Labouré

Em um momento marcado por grandes desordens sociais e políticas, a Santíssima Virgem Maria, dignou-se a aparecer a nós para nos confiar mensagens que permanecem atuais ainda hoje.

A princípio, devoção a Nossa Senhora das Graças e à Medalha Milagrosa é fruto das aparições da Virgem Maria à uma religiosa chamada Catarina Labouré.

Foram, ao todo, três aparições que aconteceram, em 1830, no convento das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, na Rue du Bac, em Paris, na França.

Nos meses anteriores, Catarina foi favorecida com outras aparições de São Vicente de Paulo mostrando-lhe seu coração e de Nosso Senhor aparecendo-lhe como um Rei Crucificado.

Primeira Aparição — 18 de julho de 1830

Primeira Aparição de Nossa Senhora a Santa Catarina Labouré

No dia 18 de julho de 1830, véspera da festa de São Vicente de Paulo, Catarina, então noviça, recorre a este Santo para que, mediante sua intercessão, se cumprisse seu grande desejo de ver a Santíssima Virgem.

Tempos atrás, quando faleceu sua mãe e ela ainda era criança, havia pedido à Maria que ela fosse sua mãe.

As onze e meia da noite, ouviu chamarem por seu nome. No pé de sua cama, uma criança misteriosa lhe convida a levantar-se: “Ir. Catarina, vá a capela. A Virgem Maria te aguarda”.

Catarina se veste e segue a criança, cujos “raios de luz, iluminavam seu caminho”.

Chegam a capela e Irmã Catarina para perto da cadeira do sacerdote situada no presbitério e seu pequeno guia anuncia duas vezes: “Eis aqui a Santíssima Virgem” porque Irmã Catarina duvidava.

Contudo, a Irmã Catarina mirando o altar, viu a Santíssima Virgem sentada na cadeira. E Ela lhe diz:

“Venha aos pés deste altar. Aqui, as graças serão dadas a todos que pedirem com confiança e fervor […] Eu mesma estarei convosco. Tenho sempre velado por vós e vos concederei muitas graças.

Momento virá em que pensarão estar tudo perdido. Tende confiança, Eu não vos abandonarei. Conhecereis minha visita e a proteção de Deus”.

Segunda Aparição — 27 de novembro de 1830

Segunda Aparição de Nossa Senhora a Santa Catarina Labouré

Depois disso, em 27 de novembro, enquanto Irmã Catarina fazia sua meditação vespertina, viu diante de si dois quadros vivos, unidos nos quais Nossa Senhora estava de pé sobre o globo terrestre, segurando um globo dourado encimado por uma cruz.

Aos pés esmagava uma serpente. Imediatamente, ouviu uma voz:

“Esta esfera representa o mundo inteiro e cada pessoa em particular”.

No segundo quadro, saem de suas mãos abertas, cujos dedos tem anéis de pedras preciosas, uns raios de um brilho belíssimo. Ao mesmo tempo Catarina ouve uma voz que diz:

“Estes raios são o símbolo das graças que eu consigo para a humanidade”.

Nesse ínterim vê, ao redor deste arco oval, uma invocação até então desconhecida: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós” que aparecia em forma de semicirculo.

Então, ouve uma voz dizendo:

“Tu deves cunhar uma medalha a partir deste modelo. As pessoas que a usarem,receberão grandes graças, especialmente se a usarem em torno do pescoço; graças serão distribuídas abundantemente sobre aqueles que tiverem confiança.”

[continua…]

****

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on email

Cadastre-se:

Mais postagens

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima.

Basta ligar para:

0800 608 2128