A lei que o Brasil não quer ver aprovada

A maioria dos brasileiros já apanhou dos pais, já bateu nos filhos e é contra o projeto de lei do governo federal que proíbe palmadas, beliscões e castigos físicos em crianças, conforme pesquisa feita pelo Datafolha, publicada nesta segunda-feira (26) pela Folha.

Enviada ao Congresso no começo deste mês, a proposta “estabelece o direito da criança e do adolescente de serem educados e cuidados sem o uso de castigos corporais ou de tratamento cruel ou degradante”.

Disseram ser contra o projeto de lei do presidente Lula 54% dos 10.905 entrevistados, enquanto 36% revelaram concordar com a mudança. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. (Folha.com)

A pesquisa da Folha vai de encontro a promovida pela ADF (vote ao lado), onde a maioria também acha que esta lei viola os direitos dos pais sobre os filhos com a interferência do Governo.


Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

6 Comentários

  • Olha bem como Deus cuida de todos e como ele nos educa. Deus nos bate,nos belisca,nos maltrata.Pois pare pense como será que o nosso criador cuida de nós como e como devemos vê-lo.Mesmo assim somos ingratos com Deus e não respeitamos da forma que ele nos educa e nos agrada como pai.Vejo que os devem ser criados com carinho porque quando eles vem ao mundo são acolhidos com muito carinho e depois que cressemos somos lançado ao mundo como seres imundos, pois concordo sim que tem concerteza haver mudança os pais tem que saber educar seus filhos com amor e muito amor mesmo para que eles não venham a virar pessoas revoltadas com mundo.Educar sim marta não,este é meu lema nada do que um bom diálogo com o filho(a).

    Resposta
  • Caro irmão Miguel, nem todas as crianças são muitos fáceis de se educar só com diálogo, já vi várias pregações de sacerdotes em que relataram que suas mães os corrigias com castigos físicos moderados, educativos, e isso, eles são muitos gratos a esses castigos que na hora era a melhor ou o único recurso que suas mães tinham na ocasião. Eu sou totalmente contra violência, principalmente contra crianças. Mas o problema é que no nosso país fazem leis, sem pensar em instrumentos para auxiliar nas suas práticas. O ECA é hoje o maior problemas para a sociedade. Se tornou um poderoso instrumento nas mãos dos grandes bandidos, traficantes, etc. Se alguém quer matar alguém, é só contratar um menor infrator.

    Resposta
  • Eu só tenho 25 anos de trabalho na segurança pública do DF, e trabalhei muitos anos na área de violência intrafamiliar:proteção à criança ,mulher , idoso e toda a família em sua estrutura primária:homem, mulher e filhos. Sou graduando em serviço social e policial a 25 anos

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima.

Basta ligar para:

0800 608 2128