VITÓRIA! Mais uma conquista para a família tradicional. Veja o que aconteceu na Eslovênia.

Santuário e castelo de Bled na Eslovênia

.
Dezembro 2015, a Eslovênia recusou em referendo a lei que pretendia permitir o “casamento” entre homossexuais, noticiou o jornal francês Le Monde.

.
O
referendo foi de iniciativa popular e os eleitores eslovenos repeliram a lei, aprovada pelos deputados dez meses antes. A maioria vencedora atingiu 63,12% dos votos.

A participação no escrutínio foi fraca (35,65%), mas legalmente suficiente para validar a votação. Os defensores da família natural conseguiram o apoio de pelo menos 370.000 eleitores.

Eram necessários 342.000 votos para vetar a lei.

Esta havia sido aprovada por larga maioria dos deputados do Parlamento, constituída por partidos de esquerda e engrossada pelos representantes do partido centrista que;

A Eslovênia votou NÃO ao ‘casamento homossexual’ NÃO à adoção de crianças por esses ‘casais’.

Como é de praxe nessas formações de meio termo, no momento decisivo traem seu “centrismo”;

Sua “moderação” ou “equidistância” e se aliam à esquerda.

O partido centrista é o mesmo do primeiro ministro Miro Cerar e tinha à sua disposição as alavancas do poder do Estado.

 

.
O texto legal, hoje despojado de valor, concedia aos casais homossexuais e lésbicos os mesmo direitos dos casais heterossexuais bem constituídos;

.
Inclusive o direito de adoção de crianças, um dos pontos mais contestados pela população.

.
O referendo pôde ser realizado graças às 40 mil assinaturas colhidas por grupos pela vida pedindo a convocação de uma consulta de iniciativa popular com poder de veto.

A lei não entrou em vigor antes do veredicto popular e encontra-se hoje no arquivo morto.

.
Em 2012, numa consulta similar, os eslovenos já tinham dito “não” ao “casamento” sodomítico com uma maioria de 55%.

.
O país tem dois milhões de habitantes, pertence à União Europeia desde 2004 e é considerado o mais liberal das antigas nações que sofreram a imoral opressão comunista.

Ainda assim a lei antinatural acabou sendo repelida, fato que pressagia recusas análogas ou mais truculentas nos demais países eslavos libertados da tirania soviética.

.
.
*  *  *

.

.
Fonte: http://ipco.org.br/ipco/familia/a-eslovenia-recusa-em-referendo-o-casamento-homossexual

.

Se você NÃO tem Facebook, comente abaixo a:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.

 

Receba diariamente:
Mensagens de Fé e de áudio, Novenas, Orações e muito mais no seu e-mail.

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Hoje é dia de Santa Rita de Cássia! Reze esta oração e peça para a Padroeira das Causas Impossíveis Leia Mais +
  • Com Santa Rita de Cássia tudo pode ser possível Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima. Basta ligar para: 0800 608 2128

Rua: David Pimentel, 745, Fazenda Morumbi
CEP 05657-010 - São Paulo/SP

Política de Privacidade