Médicos fazem objeção de consciência contra aborto na Argentina.

Dr David Halac, com seus colegas de profissão em defesa da vida na Argentina.

Dr David Halac, com seus colegas de profissão em defesa da vida na Argentina.

.
Poucos dias após a adoção do projeto de aborto na Câmara dos Deputados da Argentina, todos os médicos da Maternidade Neonatal do Hospital da Província de Misiones, anunciaram invocar objecção de consciência para não se envolver em tais práticas.


Após 20 horas de discussão, o projeto de lei sobre o aborto foi aprovado com 129 votos a favor, 125 contra e uma abstenção. Agora deve ser enviado para a Câmara do Senado para ser debatido.

Até agora, a iniciativa permite o aborto gratuito até a 14º semana de gravidez, e até nove meses de gravidez nas causas de estupro, risco de vida e saúde da mãe e inviabilidade fetal.

O projeto de aborto permite que os profissionais se oponham à consciência de maneira “individual e escrita”. No entanto, não contempla a objeção institucional de consciência.

O gerente do centro de saúde, David Halac, confirmou a posição em favor da vida dos médicos e disse que essa decisão foi tomada há três anos quando o “protocolo de aborto não punível” entrou em vigor para casos de gravidez por estupro.

Halac disse à Radio Libertad de Posadas que o hospital é regido por um protocolo estabelecido, para que eles saibam como agir e para onde encaminhar os casos.

Mesmo assim, atualizarão a lista de objetores para saber se algum dos profissionais mudou de posição.

Para o gerente de Maternidade Neonatal do Hospital, a prática do aborto “é controversa”, porque “somos um hospital que traz vida ao mundo que salva vidas, lutando para avançar com um feto de 700 gramas vivo e agora estão pedindo para fazermos a curetagem.”


“Não acho que no setor público haja muitos médicos dispostos a realizar essas práticas.”


“Eu entendo que temos que cumprir a lei, mas temos que ver como isso é regulado”, acrescentou Halac.

Além disso, o profissional disse que “muitos dos que falaram no Congresso deveriam ir a uma sala de cirurgia e ver como é um aborto em uma gravidez de treze semanas e depois dizer”.

.
Fonte: Originalmente publicado pela ACI em espanhol, traduzido e adaptado.

.
.
*  *  *

.
bt_oferta_ADF-3 (1)

Se você NÃO tem Facebook, comente abaixo a:
  1. Maria
    3, julho, 2018 em 09:18 | #1

    Concordo plenamente com o comentário do Álvaro. O aborto é um dos piores crimes cometidos pelo ser humano, pois é cometido contra um ser inocente, indefeso.

  2. Claudia
    3, julho, 2018 em 02:36 | #2

    Amém! Glória a Deus! Julho mês dedicado ao Sangue de Jesus . Possamos clamar o poder Sangue de Jesus sobre as mães que esperam seu filhos , sobre as crianças que são geradas no ventre de suas mães e precisam cumprir sua missão neste mundo . E pela consciência dos médicos e políticos, para que não aceitem , mas serem.autores ou cúmplices deste crime contra Deus o autor da vida e contra a vida. Deus é justiça. . Que eles tem sejam preparados parab cperimentar a justiça de Deus. Os tudo isso terá suas consequências. .

  1. Nenhum trackback ainda.

 

Receba diariamente:
Mensagens de Fé e de áudio, Novenas, Orações e muito mais no seu e-mail.

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • O grande dia está chegando! Padre Pio nos aconselha sobre como devemos lidar com os problemas. Leia Mais +
  • Aquele que se espelhou no Padre Pio! A compaixão ao próximo, muda a vida de muitos! Confira. Leia Mais +
  • Vídeo, marcha pela VIDA, participe! Leia Mais +
  • Sofrimento, é a chave para garantir as graças de Deus. Você sabia? Confira. Leia Mais +
  • Nossa Senhora à frente da Batalha! Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima. Basta ligar para: (11) 4368-2253

Rua: David Pimentel, 745, Fazenda Morumbi
CEP 05657-010 - Sáo Paulo/SP

Política de Privacidade