Milagres de São Domingos com o terço

São Domingos recebe o terço

Vitral de São Domingos de Gusmão recebendo o Terço das mãos de Maria Santíssima

.
Milagres obtidos por meio do Santíssimo Rosário, transcritos por São Luís Maria Grignion de Montfort.

Certa vez, São Domingos pregava a devoção do Rosário em Carcassone.

Um herege zombava do Rosário e dos milagres, o que impedia a conversão dos hereges.

Deus permitiu, para castigá-lo, que 15.000 demônios se apossassem dele.

Seus parentes o levaram a São Domingos, para livrá-lo dos demônios.


O Santo insistiu para que todos rezassem o Rosário em voz alta.


A cada Ave Maria a Santíssima Virgem fazia sair 100 demônios do corpo desse herege, em forma de carvões acesos.

Depois que foi curado, abjurou todos os seus erros e converteu-se, juntamente com outros amigos seus, tocados com a força do Rosário.


A recompensa para aqueles que por seu exemplo atraem outros a esta devoção é enorme.


O Rei Afonso, de Leão e Galícia, desejando que todos os criados louvassem a Ssma. Virgem Maria com esta devoção, usava ostensivamente o Rosário, porém ele mesmo não rezava.

No entanto, todos os súditos rezavam.

Caindo em grave enfermidade, e quando todos o acreditavam morto, foi transportado em espírito ao terrível tribunal de Cristo.

Viu ali todos os demônios, que o acusavam de seus crimes e pecados.

Quando já pensava estar condenado, apareceu a Ssma. Virgem Maria em seu favor.

Trouxeram então uma balança, onde de um lado foi colocado todo o peso de seus pecados.


No entanto Nossa Senhora colocou no outro lado o enorme rosário que ele carregava na cintura, e este pesava bem mais do que os pecados.


Nossa Senhora disse-lhe então:


“Obtive isto de meu bom Filho.

Como recompensa pelo pequeno serviço que fizeste, carregando na cintura o Rosário, a tua vida será por alguns anos prolongada.

Emprega-os bem e faze penitências”.


O rei, voltando a si, disse:


“Oh! Bendito o Rosário, que me livrou das penas eternas”
.


Passou o resto da vida com grande devoção ao Rosário, rezando-o todos os dias.

D. Pero, primo de São Domingos, levava uma vida muito devassa.

Sabendo que muitos ouviam os sermões de seu santo primo, resolveu ouvi-lo também.

Ao vê-lo, durante o sermão, S. Domingos empenhou-se para fazer ver ao primo o estado lamentável em que este se encontrava.

Empedernido no pecado, não se converteu.

No dia seguinte, São Domingos vendo-o entrar novamente, para tocar seu coração endurecido resolveu fazer algo de extraordinário.

E gritou em alta voz:


“Senhor Jesus, fazei ver a todos desta igreja o estado em que se encontra este homem que acaba de entrar”
.


Os fiéis, voltando-se para D. Pero, viram-no rodeado de uma multidão de demônios em formas de animais horríveis, que o prendiam a correntes de ferro.

Horrorizados, tentaram fugir, mas, impedidos por S. Domingos, permaneceram na igreja.

Ele então prosseguiu:


“Conhece, desgraçado, o deplorável estado em que te encontras.

Ajoelha-te aos pés da Ssma. Virgem, toma este Rosário e reza-o com arrependimento e devoção, e muda a tua vida”.


Ele se pôs de joelhos, rezou o Rosário e sentiu o desejo de confessar-se.

O Santo o atendeu em confissão e instou-o a rezar o Rosário todos os dias.

Na saída, da cara assustadora com que antes entrara, nem resquícios havia.

Pelo contrário, brilhava como a de um anjo. E assim morreu.

Em Roma havia uma fervorosa senhora cuja piedade edificava até os mais austeros monges.


Certa vez foi confessar-se com São Domingos, que lhe impôs como penitência rezar um Rosário, e depois aconselhou-a rezá-lo todos os dias de sua vida.

Ela resmungou que rezava muitas outras orações, que não gostava do Rosário, e que já fazia muitas penitências.


São Domingos insistiu até que, irritada, ela saiu do confessionário.

Um dia, estando em oração, ela foi arrebatada em êxtase, e sua alma foi obrigada a comparecer diante do supremo Juiz.

São Miguel apresentou uma balança, onde de um lado colocou todas as suas penitências e outras orações, e de outro lado seus pecados e imperfeições.

O prato das boas obras não conseguiu contrabalançar o outro.

Alarmada, recorreu a Nossa Senhora, pedindo misericórdia.

A Ssma. Virgem colocou sobre a balança das boas obras um único Rosário, que ela havia rezado por penitência.

Foi tão grande o peso, que venceu o dos pecados.


Foi repreendida pela Ssma. Virgem, por não haver seguido o conselho do seu servidor Domingos, de rezar o Santo Rosário todos os dias.


Quando voltou a si, foi ajoelhar-se diante de S. Domingos, contou o ocorrido, pediu-lhe perdão pela sua incredulidade e prometeu rezar o Rosário todos os dias.

Chegou por este meio à perfeição cristã, à glória eterna.

São Domingos, ao visitar Santa Branca de Castela, Rainha de França casada havia doze anos, mas ainda sem filhos, aconselhou-a a rezar o Rosário.


Ela assim o fez, e nasceu Felipe, seu primogênito, que cedo morreu.


Além de redobrar as orações, ela distribuiu rosários por todo o Reino.

Deus a cumulou de graças, e no ano de 1215 veio ao mundo São Luís, glória da Cristandade e modelo dos reis católicos.

.
Fonte: Blog Orações e Milagres Medievais

.
.
*  *  *

.testeira-lourdes-adf

.

Se você NÃO tem Facebook, comente abaixo a:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.

 

Receba diariamente:
Mensagens de Fé e de áudio, Novenas, Orações e muito mais no seu e-mail.

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Reflexões à cerca da Sagrada Escritura, lições de Fátima: A eucaristia. Leia Mais +
  • Ou é escravo de Deus, ou é escravo do demônio. Leia Mais +
  • Nem São Francisco de Assis o conheceu! Em que contexto essa “arma da fé” foi presenteada à Igreja e para quê? Leia Mais +
  • Sermão sobre a Ladainha de Nossa Senhora. Leia Mais +
  • “Doce coração de Maria, sede a nossa salvação.” Entenda a força dessa jaculatória! Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Nossa Senhora de Fátima. Basta ligar para: (11) 4368-2253

Rua: David Pimentel, 745, Fazenda Morumbi
CEP 05657-010 - Sáo Paulo/SP

Política de Privacidade